segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Complexos de meninas


Entrar na adolescencia é um pouco complicado para muitos jovens. Pois nesse periodo de nossas vidas acontecem mudanças bruscas em nosso organismo. São os hormônios se manifestando, indicando que dali para frente nós nunca mais seremos os mesmos!
Tantas mudanças no corpo, afetam tambem nossas cabeças, é claro! Não dá para separar uma coisa de outra. Algumas mais, outras menos, mas todos sentem algum tipo de complexo justamente nesse periodo.
O corpo muda, passamos a observar nossas colegas e fazer comparações. Claro que se atormentar com tal coisa nem sempre tem fundamento, mas daí a colocar isso na cabecinha de um adolescente é difícil!
Lembro que meu maior complexo eram meus cabelos e meus lábios. Sou branca, olhos claros, cabelos claros. E porque diabos eu tinha que ter cabelos crespos e volumosos? Eles eram meu calo. Quanto aos lábios, eu os achava muito salientes e grossos, hoje olahndo as fotos, acho graça e penso: - Como eu era boba? Eles nem eram tão salientes. Eu me achava horrível! Mas observo agora que os hormonios tendem a deixar as feições dos jovens um pouco grosseiras na época dessas transformações. O pior de tudo é que com tantos pensamentos negativos sobre nosso corpo, não conseguimos enxergar o que tem de bonito nele.
Quando minha filha estava entrando na adolescencia, descobri que ela tinha o mesmo complexo que eu, os lábios! Pensei de que forma eu poderia ajudá-la, pois eu já tinha sentido aquilo na pele. Então mostrei a foto da Isadora Ribeiro e perguntei a ela se a achava bonita. Ela disse que sim. Então falei que lábios carnudos eram bonitos e sensuais, a prova estava ali, na foto da Isadora. Disse que ela era uma menina muito bonita e que seus lábios combinavam perfeitamente com seu rosto. Pronto! Acertei em cheio. Talvez porque eu tenha sido verdadeira nas minhas colocações de forma que ela acreditou e então passou a aceitar e valorizar seus lábios. A medida que os anos iam passando, eu via que cada vez mais ela via seu rosto com mais satisfação e o complexo acabou!

Um comentário:

  1. Olá,

    bem interessante a maneira que abordaste o assunto.

    abraço

    Paulo

    ResponderExcluir

Comente: